Escolhendo o Obstetra - continuação

Em busca do melhor profissional


O médico também deverá estar disponível para atendê-la 24 horas por dia durante toda a gravidez, seja pelo telefone do consultório ou de casa, pelo bip, celular ou e-mail, e retornar o mais rápido possível. Na hipótese de não poder atendê-la pessoalmente num caso de emergência, ele deverá lhe indicar um colega de confiança. De qualquer forma, para evitar imprevistos de última hora, tenha sempre um outro obstetra guardado na manga, e que possa estar disponível num momento de emergência.


Pergunta vai, pergunta vem


Em meio a tantas dúvidas e inseguranças, nada mais indicado que um obstetra de confiança, que esteja sempre atualizado e saiba responder bem às suas questões. Ele deve esclarecer de forma clara e sincera todos os problemas, desde os mais simples até os mais delicados.
Infelizmente, algumas vezes o silêncio impera, pois a gestante não se sente à vontade para expor suas dúvidas, e alguns médicos, para que a consulta seja rápida, ignoram alguns assuntos.
Você precisa ter intimidade com o médico para não sentir vergonha, principalmente na hora de fazer perguntas e discutir qualquer detalhe, pois quem mais vai sair ganhando é você. É melhor tirar as dúvidas com quem entende do assunto e que pode lhe dar orientações corretas, que ficar fazendo comparações com a gravidez de outras mulheres, o que cria um desconforto desnecessário.

O obstetra, ao mesmo tempo, deve lhe transmitir segurança e tranquilidade, e ter paciência para ouvir todas as suas dúvidas. Não se esqueça também que você é a única pessoa que pode responder as perguntas do seu médico, portanto seja também muito clara e objetiva. Desta forma o relacionamento torna-se mais maduro e profundo.


Companhia nas consultas de pré-natal


Durante qualquer exame ginecológico/obstétrico a presença de alguém da equipe médica, como uma enfermeira ou uma assistente, é obrigatória. Assim sendo, procure investigar, junto às outras grávidas que estão na sala de espera, como são feitos os exames pelo médico que você escolheu.
Sugestão: Se você se sente bem levando alguém para acompanhá-la nas consultas, ótimo. Porém, se você tem segredos pessoais que guarda à "7 chaves" como, por exemplo, assuntos voltados ao seu relacionamento conjugal ou alguma doença que por ventura possa ter, e que quer compartilhar apenas com seu médico, esta é uma decisão que deve ser bem pensada, pois muitas vezes a "escolta" acaba se transformando numa intromissão na sua intimidade.


Segunda opinião


Embora a gravidez não seja uma doença, é uma fase que pode necessitar de cuidados especiais. Portanto, se em algum momento você sentir insegurança ou estiver insatisfeita com o atendimento pré-natal, você tem todo o direito de consultar outros médicos para pedir uma segunda opinião, ou até mesmo de trocar de médico.


Parto e maternidade


Apesar de uma gestação normal poder durar até 42 semanas incompletas, alguns médicos se apressam em marcar uma cesárea para a 38ª, e isto é o começo da frustração das mulheres que querem ter parto normal. A explicação, jamais admitida por eles, é uma só: a comodidade de não serem surpreendidos por um parto na madrugada ou no final de semana. Portanto, durante as consultas, diga qual é o tipo de parto que você deseja fazer e sinta se o obstetra pensa como você. As expectativas têm que casar.

O ideal é fazer sempre parto normal e só recorrer à cesárea em casos especiais como, por exemplo, quando o bebê é muito grande ou não está na posição cefálica, quando a gestante tem alguma doença que pode ser transmitida ao bebê durante a passagem pelo canal de parto, quando o bebê está em sofrimento, ou quando a gestante já fez duas cesarianas.

Se após ter visitado e avaliado as maternidades, você escolher alguma que o seu obstetra já trabalha, ótimo, pois o trabalho dele será facilitado, já que ele conhece toda a estrutura do hospital. Caso contrário, diga a ele quais são suas preferências para chegarem a um denominador comum.
Lembre-se que a maternidade escolhida precisa se encaixar aos seus padrões e necessidades e, é claro, garantir tanto a sua saúde, quanto a do seu bebê. Portanto, na hora de escolher a maternidade, também leve em consideração o seguinte:


  • Atendimento

  • Aspecto e limpeza de todos os setores;

  • Presença de neonatologista na sala de parto;

  • Presença de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a mãe e UTI neonatal para o bebê;

  • Possibilidade de alojamento conjunto e a rotina estabelecida;

  • Serviço de suporte ao aleitamento materno e Banco de Leite Humano;

  • Infra-estrutura complementar (Banco de Sangue, laboratório, ultra-som, raios-X e tomografia computadorizada).




Você merece todo o conforto do mundo! Portanto, verifique se a estrutura hoteleira da maternidade está preparada para acolher e oferecer segurança para a sua família.

Verifique se a localização da maternidade e o trajeto até lá são favoráveis para você, pois na hora que o bebê resolver nascer você precisa chegar bem rapidinho até o local.

Quando visitar as maternidades, procure informações sobre os convênios aceitos e não se esqueça de conferir quais são os serviços inclusos no convênio, desde os essenciais até os secundários. Os custos extras costumam pegar a gente de surpresa!



<< volta

Matéria atualizada em 30 de maio de 2010

 
 
 

 
 

 

 

 

Site atualizado em
26 de Março de 2017

Visitas Únicas:      17.549.853
Hits:               1.323.906.215
Pageviews:         267.732.922
Hyperlinks na Net:         6.325
Usuários Cadastrados: 37.900

 
 
 
 
 

 


© Copyright 2000-2017, Planeta Bebê - Todos os direitos reservados

É expressamente proibida a cópia e/ou divulgação total ou parcial do conteúdo deste site em quaisquer meios de comunicação, mesmo que a fonte seja citada.
Todo o conteúdo deste site é protegido pelas leis de direitos autorais. A violação destes direitos constitui crime e é passí­vel de ações judiciais.
Se você deseja publicar parte de algum conteúdo deste site, por favor, entre em contato com nossa redação através do e-mail redacao@planetabebe.com.br.
Fazer cópia é desleal. Seja Ético!

Este site foi desenvolvido apenas com propósitos educacionais e orientadores, portanto não pretende, em hipótese alguma, substituir uma consulta médica ou aconselhamento de um profissional de saúde qualificado. Se você ou seu filho estiver com algum problema de saúde, procure um médico de sua confiança.

Por favor, leia os Termos de Uso antes de utilizar este site. A utilização deste site indica seu total acordo com os Termos de Uso.


Anuncie no Planeta Bebê - Quem somos - Política de Privacidade - Termos de Uso
 
Powered by - Casa das Reformas
www.casadasreformas.com.br

Melhor visualizado com FireFox e Google Chrome